Ana Stoppa - Topo
  Todos os Canais 21/01/2018

Meta Contábil
Poemas
Desperdiço - Escritora Ana Stoppa
Que desperdícioVer a vida sufocadaEntre o ontem que não passaCercado de triste rotinaEmbaçado de angustiaQue embaraça a rotinaEntre amareladas cortinas. Que sacrifícioVer morrer a cor na estradaRespirar o ar do nadaNo fel que as entranhas destila

Nenhum comentário.
Colunista: gustavo
Visualizada por 78 internautas:

Nem tudo é flores... Ana Stoppa
  Ana Stoppa.

Nenhum comentário.
Colunista: gustavo
Visualizada por 91 internautas:

Caminhos - Escritora Ana Stoppa
Não se dê por vencidoQuando os caminhos floridosDe repente esmaeceremRestando somente espinhos

Nenhum comentário.
Colunista: gustavo
Visualizada por 114 internautas:

Coração sem rancor - Ana Stoppa
Quando preenchemos o coração com amor não há espaço para o rancor. Ana Stoppa.

Nenhum comentário.
Colunista: gustavo
Visualizada por 89 internautas:

Um mundo melhor - Ana Stoppa
Senhor mostre para o pobre homemQue tudo neste mundo é transitórioQue todo poder é ilusórioQue não existe a fé sem a obraE a fome é a mais dura de todas as provasSenhor faça com o que o homem percebaO quanto duro é a vida dos irmãos queVivem na pobrezaFaça-os perceber que no peito dos segregadosTambém pulsa a mesma vida compassadaSenhor acenda a luz da consciênciaConduza-os na seara da paciênciaMostre-lhes o quanto belo se revelamOs floridos jardins da compreensãoQue a prática da caridade alegra o coraçãoSenhor transforme a conduta

Nenhum comentário.
Colunista: gustavo
Visualizada por 80 internautas:

A vida... - Ana Stoppa
"A vida corre feito menino apressado atrás dabola colorida, como um bando de andorinhasquando a noite se avizinha.A vida corre, oamor escorre, e sem mais apelos um dia dia 

Nenhum comentário.
Colunista: gustavo
Visualizada por 87 internautas:

Estações - Ana Stoppa
Estações

Nenhum comentário.
Colunista: gustavo
Visualizada por 80 internautas:

Minha canção - Ana Stoppa
Hoje a minha cançãoGuarda notasDe saudadeDe um tempo de bonançaPaz, ternura e esperançaRelembrado no silêncioQue cerra as portas dos sonhos. Hoje a minha cançãoCom tantos sons desconexosEmpurra- me para o abismoOnde habita a tristeza

Nenhum comentário.
Colunista: gustavo
Visualizada por 88 internautas:

Publicidade
Home Angels
Publicidade
Intec
Publicidade
Áquario de São Paulo Jornal Portal do Grande ABC Receitas da tia Cleide Portalzinho lateral Ademar Guerra
Jornal do Portal
JUNHO DE 2016
Versão digital e gratuita. Leia!
Assine Nosso Feed
Enquete

Estamos de cara nova! O que você achou do novo Portal?

Rápido e fácil de navegar

Ainda pode melhorar

Boa ferramenta de pesquisa

Está atendendo às expectativas

Usuarios

Visitas: 412 Online

Serviços

O Portal que faz a diferença



Copyright 2005 - 2011 Portal do Grande ABC- Todos os Direitos Reservados